PPGEQ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: LÍVIA MARA CÂNDIDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LÍVIA MARA CÂNDIDO
DATA : 02/12/2022
HORA: 18:00
LOCAL: https://meet.google.com/eoz-pmpv-sup
TÍTULO:

RECUPERAÇÃO DO NIÓBIO A PARTIR DOS REJEITOS GERADOS ATRAVÉS DO PROCESSAMENTO DOS MINÉRIOS APATÍTICOS


PALAVRAS-CHAVES:

Minério apatítico; rejeitos; nióbio; recuperação metalúrgica e otimização


PÁGINAS: 101
RESUMO:

O Brasil possui uma das maiores reservas mundiais de nióbio. Nos processos de beneficiamento da apatita os minerais de nióbio são frequentemente encontrados e possuem uma granulometria extremamente fina e comumente são dispostos em uma barragem. Os objetivos deste trabalho foram: avaliar através do estudo cinético da flotação, os índices de recuperação metalúrgica do minério de nióbio para diferentes faixas granulométricas e utilizar as técnicas de superfície de resposta e de planejamento estatístico de experimentos. Neste contexto, foram coletadas amostras nos fluxos dos rejeitos do processamento de apatita que possuem elevado teor de nióbio e incorporados às amostras para a flotação do nióbio. Realizou-se os ensaios de flotação em bancada e um posterior ajuste cinético, a partir dos dados de recuperação metalúrgica acumulada. Empregou-se, inicialmente um planejamento experimental do tipo Delineamento Composto Central Rotacional (CCRD; Central Composite Rotational Design), que faz parte da metodologia de superfície de resposta (RSM; Response Surface Methodology), com a proposta de encontrar os pontos ótimos das principais variáveis, dada a análise simultânea das três variáveis respostas. Obteve-se como resultados que o maior valor encontrado para a constante cinética foi de 0.0195 s-1, correspondente a granulometria abaixo de 37μm. Ao se utilizar a técnica de superfície de resposta, com a otimização das variáveis, obteve-se uma recuperação metalúrgica de 70% para a faixa granulométrica abaixo de 37μm. Conclui-se que para a otimização do processo de flotação do nióbio, deve-se manter a granulometria, abaixo de 37μm e acima de 5μm, para que não aconteça perdas significativas no processo. A otimização dos resultados e os fatores dosagem de coletor, pH e partição tensoativo/coletor a serem consideradas ótimas foram 881 g/ton, 6,7 e 24%/76%, respectivamente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1742695 - JUAN CANELLAS BOSCH NETO
Interno - 1811284 - EDSON ROMANO NUCCI
Interno - 1810291 - DEMIAN PATRICK FABIANO
Externo à Instituição - MARCELO CARDOSO - UFMG
Notícia cadastrada em: 05/12/2022 13:32
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2024 - UFSJ - sigaa02.ufsj.edu.br.sigaa02