PPGEQ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: GABRIELA MARTINS DE PAIVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIELA MARTINS DE PAIVA
DATA : 29/11/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 204 - Bloco 6 CAP/UFSJ e meet.google.com/jkw-bppu-mub
TÍTULO:

PRODUÇÃO DE NANOCELULOSE BACTERIANA A PARTIR DE LEVEDURA RESIDUÁRIA CERVEJEIRA PARA ADSORÇÃO E RECUPERAÇÃO DE Cu(II), Fe(III), Ni(II) e Co(II) DE EFLUENTES DE MINERAÇÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Nanocelulose bacteriana; Gluconacetobacter hansenii; adsorção; otimização; mineração


PÁGINAS: 120
RESUMO:

O Brasil é um dos principais produtores e exportadores mundiais de minério de ferro com uma produção de 358,0 milhões de toneladas no ano 2021. Devido ao grande volume de produção, há, consequentemente, a geração de um grande volume de resíduos líquidos que precisam ser tratados antes de serem descartados no meio ambiente, por apresentarem elevado teor de metais pesados. Todavia, os tratamentos, até então conhecidos, são onerosos e complexos. Uma alternativa econômica e ambientalmente viável para o tratamento desses resíduos é a utilização de nanocelulose bacteriana como adsorvente dos metais pesados presente na composição dos resíduos, devido às suas propriedades de biocompatibilidade e biodegradabilidade. No entanto, faz-se necessário maior estudo para o aumento da eficiência da produção, alterando parâmetros de fermentação e avaliando a utilização de substratos alternativos. A indústria cervejeira brasileira produz cerca de 14,0 bilhões de litros de cerveja ao ano e, com isso, um grande volume de resíduos ricos nutricionalmente. Com seu alto valor nutricional, os resíduos são excelentes candidatos a substrato para as bactérias produtoras de nanocelulose bacteriana, agregando valor a eles. Diante deste cenário, o presente projeto de pesquisa tem como objetivos (i) a produção estática de nanocelulose bacteriana utilizando como substrato os resíduos da indústria cervejeira, (ii) a obtenção de um adsorvente composto de nanocelulose bacteriana para o tratamento de resíduo da indústria mineradora e (iii) a recuperação de metais pesados e óxido de ferro dos efluentes da indústria mineradora para o reuso nas indústrias. Foi possível obter, aproximadamente, 1532 mg de nanocelulose bacteriana através do sistema em bateladas. Como adsorvente, o material se mostrou muito promissor, obtendo uma capacidade de adsorção máxima para os metais Co (II), Ni (II) e Cu (II) de, respectivamente, 0,0739, 0,2504 e 0,3945 mg·g-1. Para os mesmos metais, o índice de remoção das soluções sintéticas estudadas foi de, respectivamente, 62,56, 39,13 e 61,64%.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2255060 - IGOR JOSE BOGGIONE SANTOS
Interno - 1811284 - EDSON ROMANO NUCCI
Interna - 1810303 - PATRICIA DA LUZ MESQUITA
Externa ao Programa - 276.594.398-20 - FERNANDA PALLADINO PEDROSO - UFMG
Externa à Instituição - RITA DE CASSIA SUPERBI DE SOUSA - UFV
Notícia cadastrada em: 23/11/2022 12:35
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2024 - UFSJ - sigaa06.ufsj.edu.br.sigaa06