PPGEQ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Telefone/Ramal: Não informado

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELIANE CRISTINA DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ELIANE CRISTINA DE OLIVEIRA
DATA : 30/06/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 25 do Prédio Multiuso da Pós-Graduação CAP/UFSJ e https://meet.google.com/dcy-yptq-axf
TÍTULO:

APLICAÇÃO DE PROCESSO PIROLÍTICO EM POLIESTIRENO E POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE PARA A PRODUÇÃO DE ÓLEO COM UTILIZAÇÃO COMERCIAL


PALAVRAS-CHAVES:

Pirólise; Poliestireno; Polietileno de Alta Densidade; Óleo; NBI.

 


PÁGINAS: 64
RESUMO:

Os plásticos possuem uma vasta aplicação em diversos setores, devido sua grande versatilidade, leveza, custo e funcionalidade. Por isso houve uma ascensão rápida em sua utilização, acarretando em um maior descarte muitas das vezes no meio ambiente podendo levar centenas de décadas para se decompor. Diante deste cenário,, torna-se necessário o estudo de novas formas de tratamento e disposição , menos agressivas ao meio ambiente como a pirólise. A pirólise surge como uma alternativa que apresenta uma tecnologia promissora, capaz de transformar resíduos plásticos em produtos condensáveis como óleo, produto sólido e gases em temperaturas moderadas entre 400 a 700ºC, na ausência de oxigênio atmosférico. Sendo assim, este trabalho, trouxe como possibilidade obtenção de óleo combustível a partir da mistura controlada por planejamento experimental associado a superfície de resposta de embalagens destinadas ao meio ambiente de poliestireno e polietileno de alta densidade de, visando a modelagem e otimização do processo de pirólise através do algoritmo Normal Boundary Intersection (NBI). A matéria-prima para a produção de óleo combustível neste trabalho, foi o poliestireno e polietileno de alta densidade reciclado de embalagens pós-consumo de isopor e sacolas plásticas transparentes, sendo adicionado Zeólita como catalisador e temperatura de 400ºC variando-se as massas de resíduos e rampa de aquecimento conforme proposto nos experimentos. O tempo total de cada experimento foi determinado em 90 min. Foi possível verificar que rampas de aquecimento menores, massas de poliestireno maiores e massas de polietileno de alta densidade menor favorecia a maior geração de volume de óleo e menor massa específica desse óleo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1985765 - FABIANO LUIZ NAVES
Externo à Instituição - JOSÉ IZAQUIEL SANTOS DA SILVA - UFVJM
Externa ao Programa - 1870897 - MARIANA ARRUDA PEREIRA
Interna - 1491686 - RENATA CAROLINA ZANETTI LOFRANO
Notícia cadastrada em: 31/05/2022 21:34
SIGAA | NTInf - Núcleo de Tecnologia da Informação - +55(32)3379-5824 | Copyright © 2006-2024 - UFSJ - sigaa03.ufsj.edu.br.sigaa03